Clínica de Oftalmologia Dr Horácio Correia - Doença dos Olhos / Injeções intravítreas de anti-angiogénicos

Injeções intravítreas de anti-angiogénicos

 

Bookmark and Share


As injeções intra-vítreas de medicamentos são uma opção para o tratamento de diversas doenças da retina, com tratamento localizado e concentrado diretamente na área patológica.

 

 MEDICAMENTOS ANTI-ANGIOGÉNICOS (ANTI-VEGF)

O uso destes medicamentos revolucionou a Oftalmologia nos últimos 10 anos. O seu mecanismo de ação baseia-se no bloqueio da molécula VEGF-A (Fator de Crescimento Endotelial Vascular do tipo A).

Os medicamentos mais usados são o Avastin® (Bevacizumab), o Lucentis®  (Ranibizumab) e o  Eylea® (Aflibercept) e são usados no tratamento de doenças da retina que apresentam:

·      membrana neovascular sub ou intra-retiniana, nomeadamente em situações associadas a neovascularização com ponto de partida na coróide (por exemplo, degenerescência macular da idade exsudativa);

·      neovascularização retiniana, em que vasos sanguíneos anómalos crescem sobre a retina e no disco ótico, e podem também invadir as estruturas do segmento anterior do olho (por exemplo, retinopatia diabética proliferativa, oclusão venosa da retina, glaucoma neovascular);

·      edema macular derivado da vasos sanguíneos incontinentes (por exemplo, Retinopatia Diabética Proliferativa, Oclusão Venosa da Retina, Degenerescência Macular da Idade Exsudativa).

 

TRIAMCINOLONA

Trata-se de um corticosteróide sintético (anti-inflamtório esteróide), que é também usado em injeções peri-oculares. Diversos estudos científicos verificaram que a presença de inflamação é uma das causas de permeabilidade anormal dos vasos sanguíneos afetados pelas doenças retinianas. A Trimcinolona é usada no tratamento de diversas patologias da retina que apresentam:

·      edema macular derivado da vasos sanguíneos incontinentes (por exemplo, retinopatia diabética proliferativaoclusão venosa da retina, Degenerescência Macular da Idade Exsudativa);

·      membrana neovascular sub ou intra-retiniana, nomeadamente em situações associadas a neovascularização com ponto de partida na coróide (por exemplo, degenerescência macular da idade exsudativa).

  

OZURDEX® (implante intra-vítreo de Dexametasona)

Tal como a Triamcinolona, a Dexametasona também pertence ao grupo dos corticosteróides. O Ozurdex® é um implante de Dexametasona, que é injetável na cavidade vítrea.  Este dispositivo intra-vítreo permite a libertação lenta do medicamento (duração entre 5 a 6 meses), reduzindo a necessidade de re-aplicações ou do número de injeções intra-vítreas. Está particularmente indicada em casos de edema macular associado a oclusão venosa da retina ou a retinopatia diabética.

 

JETREA® (Ocriplasmina)

É um medicamento recentemente apresentado, estando especialmente indicado em casos de tração vítreo-macular, incluindo os casos associados a buraco macular (com diâmetro menor ou igual a 400 micra). Este tratamento tem como objetivo evitar uma cirurgia mais invasiva (vitrectomia) para resolver a causa da perda progressiva de visão.

 

Em que consiste o procedimento cirúrgico?

A injeção intra-vítrea é  realizada sob anestesia tópica, sem necessidade de internamento. Após a anestesia e as medidas de assepsia, o medicamento é injetado dentro do olho, na cavidade vítrea. Pode haver a necessidade de novos tratamentos, conforme a evolução da doença.

Notícias em destaque

IOL MASTER 500 vs BIOMETRIA DE CONTATO

  As grandes vantagens da biometria realizada pelo IOL Master 500 são o não...

iTrace - Novo equipamento disponível

A Clínica Oftalmológica Dr. Horácio Correia vai ter disponível um novo...
ASCRS 2015 em San Diego

ASCRS 2015 em San Diego

O Dr. Faria Correia participou como palestrante no Congresso da American Society of Cataract and...